domingo, 11 de dezembro de 2016

11 de Dezembro - Dia do Engenheiro

11 de Dezembro - Dia do Engenheiro

Dia do Engenheiro - CalendarioBr.com.br

Dia do Engenheiro - CalendarioBr.com.br

The Extraordinary Genius of Albert Einstein - Full Documentary HD







Publicado em 11 de jan de 2015
The Extraordinary Genius of Albert Einstein - Full Documentary HD

The core of the video is a workshop pedagogical on the Theory of Special Relativity as part of the educational process conducted by our youth leadership, not for the sake of understanding the theory itself, but using Einstein's particular discovery as a case study to demonstrate and walk people through real human thinking, as being something above sense perceptions or opinions.

We end with reflecting on the principle of relativity in terms of social relations and individual identities or thought processes, asking the question --how was Einstein able to make his breakthrough?

Einstein's personality, his method of thinking, and his theories. Our "narrow path" has led us primarily through Kepler, Fermat, Leibniz, Gauss, and Riemann; all representing a higher potential of man's creativity, who contributed to distinct up-shifts in human knowledge.

Our mission in presenting such material is to provide an example of how a mind overcomes the variable and false nature of the senses to discover true invariant principles.

In reliving these ideas for one's self, each person gets a chance to become acquainted with what separates them from an animal, their own innate creativity. These mental exercises are not only intended to improve one's knowledge in history, science, and culture, but are intended to help one's understanding generally in economics, politics, and beyond.

Biography:http://www.biography.com/people/alber...
Quotes:http://einstein.biz/quotes.php
Einstein Clips:http://www.corbismotion.com/wicker/se...
Einstein Papers Project:http://www.einstein.caltech.edu/

China: Engineering an Empire







Publicado em 15 de mai de 2014
For over 4000 years, the world's greatest empires have come and gone. Only one has survived the test of time: China.

Century after century, China's regal emperors mobilized immense peasant armies to accomplish engineering feats unparalleled in human history.

Among the groundbreaking innovations of the ancient Chinese were the world's longest canal, its most complex and effective irrigation system, and a naval fleet mightier than all those of Europe combined-but, none can compare to the colossal 4,000-mile wall that stands as the most ambitious construction project ever built.

From such heights came spectacular death spirals, as dynasty after dynasty-consumed by vanity and greed-was stripped of power by the people it had ruled.

SUBSCRIBE, COMMENT, LIKE, FAV, SHARE !!!!
  • Categoria

  • Licença

    • Licença padrão do YouTube

Alexander the Great - Engineering an Empire - History Channel Documentary







Publicado em 23 de mar de 2015
Alexander the Great, History Channel Documentary (Engineering an Empire). Greece in the age of Alexander the Great and the establishment of the Macedonian Empire which introduced the Hellenistic Period of ancient Greek civilization. It would take one man's desire for conquest and domination to unify Greece and then vanquish the world. Without Alexander the Great, it is possible Greece's Golden Era would have been just a footnote in history, but Alexander's triumph had its price. The Athenian experiment with democracy had ended and tens of thousands would die during Alexander's relentless attacks on Persia and Egypt. Still, his armies carried Greek life, culture and values far abroad and this empire became known as the Hellenistic World. Greece's amazing engineering achievements and ideas are still with us today.

From Pergamon, a city that still stands today as testament to the genius of Greek city planning and engineering, to theaters with acoustics that still amaze sound engineers today, to the world's first lighthouse and one of the seven wonders of the ancient world, this episode will examine the architecture and infrastructure engineered by the Greek Empire. Engineering an Empire is an excellent series and definitely worth watching.
............................................
Plutarch, "Moralia: On the Fortune of Alexander", I, 328d, 329a:
“O wondrous power of Philosophic Instruction, that brought the Indians to worship Greek gods, and the Scythians to bury their dead, not to devour them! We admire Carneades' power, which made Cleitomachus, formerly called Hasdrubal, and a Carthaginian by birth, adopt Greek ways ... But when Alexander was civilizing Asia, Homer was commonly read, and the children of the Persians, of the Susianians, and of the Gedrosians learned to chant the tragedies of Sophocles and Euripides. Yet through Alexander Bactria and the Caucasus learned to revere the gods of the Greeks... Alexander established more than seventy cities among savage tribes, and sowed all Asia with Greek magistracies ... Egypt would not have its Alexandria, nor Mesopotamia its Seleucia, nor Sogdiana its Prophthasia, nor India its Bucephalia, nor the Caucasus a Greek city, for by the founding of cities in these places savagery was extinguished and the worse element, gaining familiarity with the better, changed under its influence.”
.............................................
"We know the ancient Macedonians were fundamentally Greeks. That is to say they were Greek speakers and ethnically they were Greeks."
(Yale University Courses, Lecture youtube.com/watch?v=cuOxGMoHMMY , Introduction to Ancient Greek History, Philip, Demosthenes and the Fall of the Polis, 2007) on 0:01:48

"We must remember too that Philip and Alexander were Greeks, descended from Heracles, wished to be recognised as Greeks, as benefactors of the Greeks, even as Heracles had been."(Nicholas Hammond, British scholar and expert on Macedon, “Alexander the Great”, p.257)

"They (ancient Macedonians) felt as Greeks, and they had no temptation to destroy what they claimed was their mother country. They had clearly no wish to swallow up Greece in Macedonia, but rather to make Macedonia, as a Greek state, the ruling power of Greece. Such was undoubtedly the aim of Philip and Alexander too."
(Theodore Ayrault Dodge, military historian, “Alexander”, p.187)

“In the end, the Greeks would fall under the rule of a single man, who would unify Greece: Philip II, king of Macedon (360-336 BC). His son, Alexander the Great, would lead the Greeks on a conquest of the ancient Near East vastly expanding the Greek world.”
(Michael Burger, “The Shaping of Western Civilization: From Antiquity to the Enlightenment”, University of Toronto Press, 2008, p.76)

“After Philip's assassination at Aegae in 336, Alexander inherited, together with the Macedonian kingdom, his father's Panhellenic project to lead the Greeks in the conquest of Persia.”
(Waldemar Heckel, Lawrence A. Tritle, “Alexander the Great: A New History”, Wiley-Blackwell, 2009, p.99 )

“Afterwards he [Alexander] revived his father's League of Corinth, and with it his plan for a pan-Hellenic invasion of Asia to punish the Persians for the suffering of the Greeks, especially the Athenians, in the Greco-Persian Wars and to liberate the Greek cities of Asia Minor.”
(Victor Davis Hanson, “Makers of Ancient Strategy: From the Persian Wars to the Fall of Rome”, Princeton University Press, 2012, p.119)
  • Categoria

  • Licença

    • Licença padrão do YouTube

THE ANCIENT GREEKS - ENGINEERING AN EMPIRE - Discovery History Science (...









Publicado em 21 de dez de 2013
AMAZON PRIME - FREE TRIAL SIGN UP: http://amzn.to/2e0bAGM

the ancient greeks - engineering an empire (full documentary). thanks for watching.

history life discovery science technology tech learning education national nature geographic earth planet channel universe culture ancient civilization civilisation greek roman egypt egyptian archaeology medieval middle ages ancient discoveries engineer building construction structure mega architecture art Greece complete documentaries
  • Categoria

  • Licença

    • Licença padrão do YouTube

Best Universities in Europe for International Students





Publicado em 15 de jan de 2016
A list of universities with a strong global presence, allowing international students an opportunity to share their culture.
Students will first need to prepare for European university life by successfully passing the IELTS exam. Use this link to get you on your way https://www.udemy.com/successful-writing
http://www.speakeasy121.com/
  • Categoria

  • Licença

    • Licença padrão do YouTube

How to Get into MIT





Enviado em 24 de ago de 2011
Some advice from a junior at MIT on how to maximize your odds at getting admitted.

How to Graduate from MIT: http://www.youtube.com/watch?v=OYGLoo...
http://mitadmissions.org/apply/proces...

http://web.mit.edu/fnl/volume/235/fre...

Top 10 Engineering Universities of the world







Enviado em 2 de out de 2010
With average starting salaries ranging from US$52,000 to US$83,000 in 2009, Engineering is a profession that is sure to come to mind when deciding your career, or for that matter, your child's. On the other hand, if you are the building-something-new-everyday type, you still need to choose the right university to equip yourself with the right set of skills, so that, one day you can build that mega-machine that you dream of. Today we take a look at the top 10 Engineering Universities of the world so that when you are ready for Engineering, you can make the right move.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

M2U01331 imagens históricas.MPG







Enviado em 27 de nov de 2008
Imagens do museu do Instituto Eletrotécnico de Itajubá, IEI, atualmente parte da UNFEI.
  • Categoria

  • Licença

    • Licença padrão do YouTube

CONHECENDO A UFSC







Publicado em 6 de set de 2016
  • Categoria

  • Licença

    • Licença padrão do YouTube

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Ponderações: o comportamento do ser humano no século 21


A Ética é a essência formal da Moral que por sua vez está subordinada a preocupações metafísicas ou seculares, de modo geral a essas duas bases. Isso é evidente na vida comum, a mistura dessas duas diretrizes. Uma pessoa normal sente que precisa equilibrar convicções, ainda que intuitivamente.
Ao longo da História a sociedade humana, gregária ou não, submeteu-se a líderes moralistas a partir do momento em que percebeu desde a necessidade de crenças comuns a padrões morais, preceitos, restrições para sobreviver, com muitos detalhes e sacralizando rituais, oferendas, castigos, prêmios e muito mais. Fortalecidos pelo medo a tudo o que não entendiam ou simplesmente na admiração de cenários tão lindos que a inspiravam a crer em Deus as seitas[1] e as religiões aconteceram
Podemos imaginar a sensação de qualquer troglodita[2] no limiar da inteligência olhando o firmamento em noites limpas, o mar infinito, plantas e animais de que podia se aproximar. Esses seres humanos tinham habilidades sensoriais aguçadas, como enxergavam a Natureza?
O “homo sapiens sapiens” transformou-se, evoluiu. De predador e coletor virou sedentário, agricultor, construtor ou simplesmente burocrata passivo. Organizado em comunidades gerou teorias e práticas religiosas, políticas, profissionais, de vida, lazer, trabalho...
De forma oportunista muitas crenças se estruturaram de antropomorficamente [ (www.carm.org), (Antropomorfismo) atribuindo a divindades e similares qualidades humanas], ou simplesmente assim porque não havia como exigir maiores abstrações. Essa é uma condição onipresente na sociedade atual onde a maioria das pessoas não tem tempo, não pode ou não quer pensar e estudar.
É infinitamente mais simples racionalizar a gosto de nossos medos e instintos, assim livramo-nos de dúvidas que incomodam e sem essa carga intelectual e cuidar melhor de nossos desejos mais agradáveis ou essenciais à nossa sobrevivência material.
É surpreendente, paradoxal ver de que forma as pessoas aceitam tacitamente “filosofias” e seus efeitos tão rapidamente, mesmo quando diferem drasticamente de décadas de crenças aparentemente consolidadas em suas maneiras de entender a vida desde a infância. Ao aceitarem o ingresso em alguma sociedade com base filosófica alternativa renegam parte ou tudo o que diziam acreditar sem ao menos estudar direito o que o novo ambiente propõe. Ou seja, ou o ser humano é incrivelmente volúvel e superficial ou nesses ambientes terá descoberto por milagre uma coleção de “revelações” revolucionárias que aceitou com entusiasmo.
Povos inteiros mudaram de religião por vontade de reis e guerreiros poderosos, será que a Humanidade agora é melhor, mais inteligente e capaz de sustentar fé e convicções sem modismos e imposições?
Ou continuamos simplesmente pragmáticos, aderindo ao que nos der vantagens sociais, políticas, materiais?
Surpreendentemente estamos, além disso, sob o império da mídia, do marketing, em muitos lugares subjugados pela força, simplesmente (Princesa) escravos e revoltados. A intolerância é algo assustador; a sutileza da manipulação dos meios de comunicação, contudo, infinitamente mais perigosa se aprofundarmos análises dos piores exemplos de violência cultural do século 20 (quando a grande imprensa, cinema, rádio, televisão, gráficas, tecnologias de massa se consolidaram) e agora, tempos de fanatismos religiosos impressionantes, quando a comunicação atingiu um nível de capilaridade e organização dominantes (assim como o rastreamento, a vigilância, a perda de intimidade).
O racismo e sentimentos tribais fortíssimos ainda existentes em todos os continentes, mas surpreendentemente na Europa e Ásia, por exemplo (nos EUA nunca deixou de existir (Magnoli)), são assustadores. Inacreditavelmente mesmo após todo o sofrimento causado pela Segunda Guerra Mundial conflitos bélicos e o ódio tribal é fortíssimo. Vimos isso nitidamente em diversas ocasiões a partir de pessoas que nos pareciam evoluídas. O que aconteceu na Iugoslávia (Nogueira) é antológico, terrivelmente sintomático de nossas limitações intelectuais e comportamentais, por quê?
Essa é a realidade.
Ela existe entre nós, dentro de nossos cérebros talvez por efeito de arquivos genéticos.
O caminho para a libertação humana passa pela tolerância, fraternidade, liberdade
A importância da separação do Estado de dominações religiosas é fundamental, quando possível; a defesa do Estado laico é essencial à liberdade de pensamento e opinião, assim como poder-se adotar padrões éticos que acreditamos.
O destaque do século 21 será a ampliação exponencial dos recursos tecnológicos para comunicação, processamento de dados, utilização de processos computacionais de análise e assim a ampliação da vida inteligente, em todos os sentidos, ou simples e maldosa dominação do ser humano. O aproveitamento desse paraíso técnico será também proporcional ao descolamento de atavismos. Inovações mexem fundo nos preconceitos. Devemos “preparar” nossas crenças para o futuro, principalmente os jovens que terão a oportunidade de viver neste cenário se nenhum cataclismo universal interromper esse desenvolvimento.
É sempre importante lembrar que os cataclismos[3] são efeitos rotineiros em nosso planeta, e de modo algum raros, tanto aqueles causados pelas nossas eternas guerras quanto pelo mau humor do Universo (Cataclismos - visões e histórias).
No século 21 a novidade é a poluição crescente causada por tempos que ignoravam as limitações da Terra.  O tema agora que exige reflexões e ações urgentes, de curto, médio e longo prazo é a Sustentabilidade[4].
O fundamental para enfrentar essas situações é estarmos preparados para sobreviver. Fragilidades pessoais e familiares serão fatais. A história da Humanidade é o relato de cenários para os descendentes daqueles que enfrentaram tudo e venceram: nós.
Vale pensar: que moral e padrão ético devemos criar, aprimorar, transmitir, educar?
Vamos simplesmente deixar acontecer?
O que até em filmes de ficção podemos ver é o ressurgimento de batalhões de pessoas ferozes com armas futuristas ou prosaicas espadas cheias de luzes e raios. Com certeza a criatividade artística viabiliza fortunas. O mundo após grandes catástrofes, principalmente se lembrarmos questões de logística e saber fazer será duríssimo para os sobreviventes.
Como preparar a humanidade para continuar existindo até que a vida sobre este planetinha for impossível apesar de nossos esforços?

João Carlos Cascaes
Curitiba, 02 de setembro de 2016
Antropomorfismo. s.d. 21 de 8 de 2016. <http://www.dicionarioinformal.com.br/antropomorfismo/>.
Magnoli, ´Demétrio. Uma Gota de Sangue - História do Pensamento Racial. Editora Contexto, s.d.
Nogueira, João Pontes. A GUERRA DO KOSOVO E A DESINTEGRAÇÃO DA IUGOSLÁVIA: Notas sobre a (re)construção do Estado no fim do milênio. s.d. <http://www.scielo.br/pdf/rbcsoc/v15n44/4152.pdf>.
www.carm.org. Antropomorfismo: Deus se relaciona conosco em termos humanos. s.d. 21 de 8 de 2016. <http://www.monergismo.com/textos/presciencia/antropomorfismo.htm>.







[1] Wikipédia em 02 de setembro de 2016 - Seita (latim secta = "secionar", "dividir", "sectar) de forma geral é um conceito complexo utilizado para grupos que professem doutrina, ideologia, sistema filosófico ou político divergentes da correspondente doutrina ou sistema dominantes.
Segundo Peter L. Berger, seita seria a organização de um grupo contra um meio que consideram hostil ou descrente,[1]. O grupo então se fecha em um corpo de doutrinas e vê o restante da sociedade como inerentemente má ou pecadora, passível da ira divina, que inevitavelmente sobrevirá sobre eles. As seitas de orientação cristã usam as noções de pecado e santificação como forma de dar legitimidade discursiva aos neófitos e manter os que já são seguidores. A saída do grupo pode acarretar diversos efeitos psicossociais em decorrência do sentimento de solidão, de autoculpabilização e da hostilidade advinda do grupo que se está deixando. Sair de uma seita nunca é fácil porque ela exerce controle sobre toda a vida individual e coletiva dos indivíduos. As seitas, assim como as religiões instituídas, são agências reguladoras do pensamento e da ação, mas com a diferença de que na seita a regulação tende a ser mais totalizante, devido ao rígido controle que exercem sobre os sujeitos.
Embora o termo seja frequentemente usado apenas às organizações religiosas ou políticas, estende-se também à adesão a grupos militantes minoritários em tensão com a sociedade ampla.

[2] Troglodita é um nome masculino que designa um homem, uma colectividade ou animais que habitam uma caverna ou uma habitação cavada numa rocha ou que se apoia sobre falhas ou grutas naturais nas falésias. A origem deste nome remonta ao Antigo Egipto onde havia o povo dos Trogloditas, que vivia instalado em rochedos próximo do Mar Vermelho. Wikipédia

[3] Cataclismo (grafado ocasionalmente como cataclisma) (do grego κατακλυσμός - kataklusmós, água, inundar, fazer desaparecer por inundação) é uma tragédia ambiental de caráter generalizado, como o Grande Terremoto do Leste do Japão ocorrido em março de 2011. São desastres repentinos, praticamente imprevisíveis e de impossivel prevenção, sendo a única maneira de salvar vidas a evacuação do local. Também tem como característica um alto número de fatalidades e grande prejuízo econômico para o local, sendo necessário anos, décadas em certos casos, para a recuperação total das estruturas locais. Wikipédia
[4] Wikipédia em 1 de setembro de 2016 - Sustentabilidade é uma característica ou condição de um processo ou de um sistema que permite a sua permanência, em certo nível, por um determinado prazo.[1] Ultimamente, este conceito tornou-se um princípio segundo o qual o uso dosrecursos naturais para a satisfação de necessidades presentes não pode comprometer a satisfação das necessidades das gerações futuras. Este novo princípio foi ampliado para a expressão "sustentabilidade no longo prazo", um "longo prazo" de termo indefinido.[2]
A sustentabilidade também pode ser definida como a capacidade de o ser humano interagir com o mundo, preservando omeio ambiente para não comprometer os recursos naturais das gerações futuras. O conceito de sustentabilidade é complexo, pois atende a um conjunto de variáveis interdependentes, mas podemos dizer que deve ter a capacidade de integrar as questões sociaisenergéticaseconômicas e ambientais. • Questão social: é preciso respeitar o ser humano, para que este possa respeitar a natureza. E do ponto de vista humano, ele próprio é a parte mais importante do meio ambiente. • Questão energética: sem energia a economia não se desenvolve. E se a economia não se desenvolve, as condições de vida das populações se deterioram. • Questão ambiental: com o meio ambiente degradado, o ser humano abrevia o seu tempo de vida; a economia não se desenvolve; o futuro fica insustentável.
O princípio da sustentabilidade aplica-se a desde um único empreendimento, passando por uma pequena comunidade (a exemplo das ecovilas), até o planeta inteiro. Para que um empreendimento humano seja considerado sustentável, é preciso que ele seja:
·        Ecologicamente correto
·        Economicamente viável
·        Socialmente justo
·        Culturalmente diverso


terça-feira, 30 de agosto de 2016

RELACAO DOS PREMIADOS NO PARALIMPIC GAME JAM



KIDS & TEENS (crianças e jovens entre 9 e 16 anos)

Troféu: Melhor jogo (Pelo Público) - Teens e Kids.
NOME DO JOGO: Blind Shoot.
CARACTERÍSTICAS: É sobre tiro esportivo, é 2D e é um PIXEL ART. Para pessoas com deficiência visual e/ou deficiência auditiva.
COMPONENTES DO GRUPO:
-Enrico Machado Chiumento
- Davi César
-Lucas César
- Lucas Philippe
- Felipe

Troféu: Melhor jogo (Pelo Juri) - Teens e Kids.
NOME DO JOGO:Canoagem Inclusiva
CARACTERÍSTICAS: Infinity Runer. É um PIXEL ART. Para pessoas com deficiência auditiva.
COMPONENTES DO GRUPO:
-João Vitor;
- Paulo;
-William;
-Gabriel;
-Matheus;
-Luis Henrique.




NOME DO JOGO: Goalball Game.
CARACTERÍSTICAS: É um jogo baseado no goalball, um esporte paralímpico. É acessível para pessoas com deficiência visual, pois a pessoa se baseia no som da bola para realizar as defesas. O tapete de dança é utilizado para controlar a direção que o goleiro defende.
COMPONENTES DO GRUPO:
-João Vitor;
- Paulo;
-William;
-Gabriel;
-Matheus;
-Luis Henrique.






Categoria (Mais de 16 anos)

Troféu: Melhor jogo (Pelo Juri) e Troféu: Melhor jogo (Pelo Público)
NOME DO JOGO: Jornada Paralímpica.
CARACTERÍSTICAS :      -Scroller estilo Arcade;
-acessível a PNE;
- plataforma: PC, tablet, mobile;
-estilo de arte: cartoon moderno;
- plataforme de desenvolvimento: unity-c#;
-estilo de música : MPB, bião e samba.
COMPONENTES DO GRUPO:
-Andre Ferreira dos Santos
-Ariadne Fadel Afornali Depine
-Gabriele Eichel
-Isabela Castro Nascimento
-Jean Quevedo Gonçalves
-Leonardo Zanier Guttierrez
-Lucas Batista Roversi Ventura
-Rodrigo Baglioli Stacheski









HONRA AO MÉRITO: Deficiência física.
NOME DO JOGO: Pararunner.
CARACTERÍSTICAS : É um infinite runner em terceira pessoa, no qual o jogador controla um usuário de cadeira de rodas através do sensor kinect, rotacionando o torso.
COMPONENTES DO GRUPO:
- Marcos Castro
- Mateus Marinho
- Augusto Vicente Dias
- Thaylan André Oliscovicz

HONRA AO MÉRITO: Deficiência auditiva.
NOME DO JOGO: Inter Paralympic Game.
CARACTERÍSTICAS : Jogo que estimula a cognição, a atenção e a memória. Os símbolos das modalidades olímpicas caem sobre a tela e o jogador só irá pontuar se clicar nos símbolos paralímpicos. Com o objetivo de alcançar a medalha de ouro.
COMPONENTES DO GRUPO:
- Carlos Nascimento Marciano
- Gabriel Caran
- Ester Farias de Souza
- Fernando Sedrez Bitencourt;
- Bruna Bitencourt;
- Marcelin da Cruz;
- Elton Rodrigues
- Rodolfo Cezar R. Souza
- Gustavo Luiz Gara
- Milton Cantinho dos Santos;


HONRA AO MÉRITO: Deficiência visual.
NOME DO JOGO: Defense Goalball.
CARACTERÍSTICAS : O jogo consiste em fornecer um campo virtual, onde o jogador com deficiência visual pode treinar suas percepções auditivas através de defesas das bolas de guizo. O jogador deve movimentar-se com as setas para defender as bolas que são arremessadas frontalmente. Através do som 3D o atleta consegue identificar a direção da bola para executar a defesa.
COMPONENTES DO GRUPO:
- Carlos Nascimento Marciano
- Gabriel Caran
- Ester Farias de Souza
- Fernando Sedrez Bitencourt;
- Bruna Bitencourt;
- Marcelin da Cruz;
- Elton Rodrigues
- Gilberto Yoshikazu Nozawa
- Gustavo Luiz Gara
- Milton Cantinho dos Santos;

HONRA AO MÉRITO: Deficiência múltipla.
NOME DO JOGO: Realistic Dodgeball Simulator.
CARACTERÍSTICAS: Destinado para ser jogado com duas pessoas, o jogo foca a iteração entre as pessoas. Fortes aspectos são: a competitividade, a simplicidade, a acessibilidade, e como se trata de um aplicativo para celulares, tablets e smartphones, a modalidade é outro ponto.
COMPONENTES DO GRUPO:
-Rafael Venturi
-Vinicius Augusto Ferreira




NOME DO JOGO: Pararun (triatlo).
CARACTERÍSTICAS: Runner inspirado no triatlo paralímpico, com as modalidades : corrida, natação e corrida de bicicleta.
COMPONENTES DO GRUPO:
-Luiz Fábio Vieira
-Gabriel de Souza Gouveia Oliveira
-Lívia Mara De Abreu
-Amanda Gabrielle Polanski
- Mariana Abad
-Thiago Felipe Da Silva De Oliveira


NOME DO JOGO: Play by ear.
CARACTERÍSTICAS: Jogo de cunho musical, com um pianinho na tela. Tentamos ensinar  ao jogador a diferenciar os tons musicais ( dó, ré,mi fá,sol ,lá,sí), de forma divertida e interativa.
COMPONENTES DO GRUPO:
- Lucas Faria Medeiros Da Silveira
- André Luís Jeller Selleti

NOME DO JOGO: Pixellympics.
CARACTERÍSTICAS: Jogo com três minigames e atende a três necessidades especiais.
COMPONENTES DO GRUPO:
-Mylla Chizu Sasaki
-Marina De Lara Müller
-Maycow Robert Evangelista Do Carmo
-Vinícius Guilherme Palu